#43 — Eu não tenho mais medo

Eu não tenho mais medo. Não estou vagando para longe do seu copo. Do seu desejo de possuir os meus erros. De me tornar mais um para sua conta.

Eu não tenho mais medo do seu perigo. Da sua agressividade disfarçada. Do seus vícios desconstruídos. Suas ideologias que entram pela minha boca e não passam pela minha garganta.

Toque na minha pele agora, assim você consegue me sentir. Finja que você usa alguém pela primeira vez. Minta para que eu possa acreditar. Eu não tenho mais medo.

Like what you read? Give Ranieri Trecha a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.