minha escolha profissional

Bom, tenho 24 anos, curso publicidade e propaganda, já era para eu está formada, mas como faço poucas cadeiras por semestre e sempre trabalhei, atrasou um pouco. Vou falar da minha profissão e como foi a minha decisão por ela. Bom, falar da minha profissão um tempo atrás seria um pouco difícil, pois eu estava bem infeliz, perdida, quase decidida à mudar de curso, mesmo sem saber pra qual ainda, no caso então eu iria atrás de uma orientação, que inclusive foi um dos motivos de eu ter começado a terapia que até hoje estou fazendo. Eu lembro bem que no meu terceiro ano estava muito na dúvida entre gastronomia e publicidade, puxando mais pra gastronomia. Lembro que eu fiz um teste vocacional com a orientadora do meu colégio, e um dos cursos que que deu como resultado foi publicidade e jornalismo, aí ok, eu achava super legal e tal, mas meu coração queria era gastronomia. Chegou a época das inscrições para os vestibulares, e gastronomia só tinha na UFC, então nas outras faculdades eu coloquei para publicidade. Minha prova da UFC (o bendito ENEM) foi péssima, no segundo dia minha caneta falhou, fiquei sem ter como terminar a prova, enfim péssimo, saí de lá chorando, nem abri o resultado no dia. Passei em todas os vestibulares, no caso, para publicidade, ai eu fui, né? Começo de faculdade foi ótimo, tudo é massa, uma nova galera na sua vida, UNIFOR enorme, tudo lindo. Até que eu começo a trabalhar, passei por algumas agências, setores diferentes e por mais que eu tenha ganhado muita experiência e me achar bastante competente, eu não estava feliz, não me via fazendo nada daquilo pro resto da minha vida. Mudei de faculdade, transferi para UNI7 para trabalhar o dia todo, porque na UNIFOR só tinha pela manhã. Então comecei a pensar seriamente em desistir, até que aparece a oportunidade de trabalhar no Jornal O POVO, e como eu nunca tinha trabalho em veículo de comunicação, achei a melhor oportunidade que podia aparecer pra eu realmente decidir se eu continuava no meio publicitário. Agora eu estou trabalhando muito feliz, fazendo uma coisa que eu amo, e que apareceu na melhor hora que podia aparecer na minha vida. Eu realmente vejo que eu estou no caminho certo agora.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Ranna Frota Veras’s story.