Obrigada ❤

Namorar não é nada fácil. Pois é. Esperar uma pessoa que te completa não é certo, ninguém completa ninguém. Você deve pensar “Que loucura é essa?”, essa é a verdade. Eu nunca fui de amar pela metade, de querer por alguns dias e de esquecer em alguns minutos. Eu sempre gostei de histórias de amor, engraçadas, ou que tirassem o folego, histórias que fossem história por si só. Como diria Carlos Drummond “Amar, verbo intransitivo”. Amar é plural, é singular, ele é todas as interpretações possíveis.

Quando eu topei namorar um cara que nunca tinha visto, eu sabia que era loucura, mas amor sempre acende uma faísca na gente. Eu aceitei 3 dias depois, larguei um relacionamento abusivo para trás, e me dei uma nova oportunidade. Decidi ama-lo por inteiro, com seus defeitos, suas manias, seus machucados da vida e suas cicatrizes, que vez ou outra sangrava.

Ele não é a melhor pessoa do mundo, mas é o melhor para mim. Ele anda mais rápido que eu, é mais alto, e me faz ficar nas pontas dos pés para beija-lo. Ele acredita em mim, ele confia em mim. Ele não é um príncipe, e não chegou em um cavalo branco, ainda bem. Ele é só um cara normal, com problemas reais, com manias engraçadas e piadas nerds que eu (sempre) quase nunca entendo.

Eu gosto como ele me encara, enquanto finjo não notar seu olhar, e na forma como seus olhos cor de mel ficam atentos. Eu acho bonito a forma como ele enxerga poesia em mim, e em como ele vê beleza em cada detalhe meu. Eu encontrei nele um refúgio para mim, não sou uma pessoa fácil de lidar, eu também tenho defeitos, eu também tenho manias. Ele não me completou, pois antes de deixar ele morar em mim, eu já era completa, ele veio para transbordar, trouxe coisas novas, ele somou na minha vida, enquanto dividíamos nossos dias e multiplicávamos nosso amor.

Era amor antes de ser. Eu ainda me lembro como ele estava há 1 ano e 6 meses atrás, quando o vi pela primeira vez. Ele usava um suéter azul marinho, um sorriso tímido, e o mesmo olhar. Escrever sobre ele é sempre uma tarefa difícil, pois meu coração parece inflar, meus olhos insistem em lagrimejar, mas é porque falar dele, é falar de mim.

Venho por meio deste, dizer que meu amor por ele é imenso, mesmo nos meus dias mais nublados, mesmo nos dias de solidão, mesmo quando os dias me esmagam, eu sei que quando chegar em casa terá uma mensagem dele. A pior parte de morar longe, é a saudade, mas a parte boa, também é a saudade, pois quando estamos juntos queremos aproveitar cada minuto, para conversar, para olhar no olho, sentir o cheiro, o toque e vê que no fim vai ficar tudo bem.

Eu quero brigar, ele quer paz, eu quero sentir raiva, e ele fazer piadas, eu quero ter razão, e ele quer amar. E assim, desse jeitinho, meio sem jeito, ele me ensina que a vida é mais que grandes momentos, e que no final os pequenos detalhes fazem toda diferença. Obrigada por fazer dos meus dias numerados, pequenos infinitos. Eu te amo ❤