Querer escrever sem saber sobre o quê.

No começo do ano eu comecei a contar no tumblr algumas histórias que passavam pela minha cabeça durante o dia. Nada sério, mas um hábito que eu estava tentando emplacar em minha vida.

Não foi novidade: falhei em menos de um mês — ou um pouco mais que isso.

O motivo eu não sei ao certo. Transito entre minha autocritica ou o fato de ser realmente ruim.

Seguindo o conselho de um astrólogo que eu sigo no instagram (@eusouodu), tomei o caminho do meio: talvez eu só estivesse escrevendo sobre coisas que tinham como base uma necessidade de desabafo imediato e, uma vez fora da minha cabeça, eu não sentia mais vontade falar sobre.

Acontece que novamente me peguei com vontade de escrever. Dessa vez livre de qualquer processo de regurgitação mental, em plena felicidade em dizer que: eu estou bem.

Não estou dizendo que estou livre de dilemas e dúvidas (também resumidas em “bads”), mas eu sinto que dessa vez, pela primeira vez depois de muito tempo, eu quero escrever sobre coisas mais variadas. Pensamentos que surgem ao ter dificuldade de escutar conversas na praia ou de caminhadas do trabalho de minha mãe até o psicólogo.

Não faço ideia se isso é interessante, mas a julgar que só tem esse site pessoas que se dispõem a ler coisas e que ninguém está obrigado a me seguir, vou escrevendo.