O Novo Mercado

- Muito bem, vamos ver aqui. Ronaldo, 32 anos, solteiro, formado em engenharia civil, certo…que mais? Com passagem por multinacionais…coordenador de produção, legal, bom currículo, hein?

- Obrigado.

- E seu último trabalho foi em..

- Julho de 2015.

- Fuma?

- Não.

- Bebe?

- Fim de semana.

- Faz atividades física?

- Duas vezes por semana.

- Hum..certo. E como eu posso te ajudar, Ronaldo?

- Bem, você é um consultor de RH. Acho que é um pouco óbvio, não?

- Óbvio?

- Sim.

- Desculpa, não pra mim.

- Eu tô fora do mercado há mais de dois anos e estou em busca de uma recolocação.

- Certo, certo. E você tem alguma área de preferência?

- Rsrs..acho que sim, né?

- Ótimo. E qual seria essa área?

- Eu formei em engenharia civil, então..

- Então?

- Gostaria de algo na área.

- Na área de?

- Engenharia civil.

- Hum..

- O quê?

- Tem alguma outra?

- O quê?

- Outra área.

- Não, de início a minha intenção é atuar com engenharia civil.

- Desde quando?

- Ora, desde quando eu fiquei desempregado.

- E como tá indo pra você?

- Cê tá de sacanagem.

- Jamais.

- Se estivesse bem eu não estaria aqui.

- Pois é.

- Pois é o quê? Não tô seguindo seu raciocínio.

- Vem comigo.

Os dois saem da sala e caminham para a sala de espera. O consultor sussurra:

- Tá vendo essas três pessoas sentadas aqui?

- Sim.

- Estão esperando pra falar comigo.

- Certo.

- Adivinha a profissão? Engenheiros.

- Sério?

- Sério.

- É, eu sei que o mercado não tá dos melhores..

- Tá vendo a recepcionista ali?

- Aham.

- Engenheira.

- Cê tá brincando.

- O rapaz ali que tá limpando o corredor?

- Engenheiro também?

- Não, ele eu não sei, na verdade.

- Ufa.

- Confundi com o Valter. Ele deve tá desentupindo o vaso.

- E o Válter é..

- Engenheiro.

- Eita!

- Acho que você entendeu o que eu quero dizer.

- Entendi.

- O mercado de engenharia é muito cíclico.

- De fato.

- Depende de investimentos para construir.

- Correto.

- E o país, do jeito que está! Bem, pode ser que demore um pouco ainda para o mercado reaquecer.

- Humm…

- E com a quantidade de engenheiro que tá formando, a preferência é por mão-de-obra mais barata.

- Agora me conta uma novidade.

- Em resumo, as coisas não estão das melhores e talvez seja hora de você considerar outras possibilidades durante esse período.

- É duro aceitar isso.

- Eu sei.

- Você fica cinco anos na faculdade. Rala pra caramba…

- Sei bem como é isso.

- Sabe?

- Sei.

- Vai me falar que é engenheiro também.

- Eu? Não rs.. tá maluco?

- Fez o quê então?

- Medicina.

- Puta merda.

- Relaxa…

- Relaxar?

- Podia ser pior.

- Pior?

- Sei lá. Pensa que cê podia ser escritor ou publicitário.

- Jesus, bate na madeira!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.