Amor/Ódio

Você odeia o jeito dela de cantar desafinado no banho.

Você odeia que ela coloca o despertador pra tocar cedo domingo, mas a única pessoa que acorda é você. Ela continua dormindo como se não fosse o celular dela.

Você odeia que ela precisa jantar até as 21hrs e se passar dessa hora, você ouve o resto do dia. Que nada, o resto da semana.

Você odeia que ela faz planos primeiro e pergunta depois.

Você odeio que ela só consegue dormir do lado esquerdo da cama. O mais perto do ar condicionado, por sinal.

Você odeia que domingo ela nunca quer sair de casa. E que segunda ela reclama que passou o domingo inteiro em casa. A gente devia fazer mais programas de casal, Beto.

Você odeia que ela nunca assistiu seu filme favorito do Woody Allen. Ela só assistiu Meia-Noite em Paris. E não gostou.

Você odeia que ela prefere séries. Não qualquer série, claro. Não, magina. Tem que ser aquelas com 20 temporadas de 24 episódios. E cada episódio tem 45 minutos.

Você odeia que ela manda mensagem dizendo que é urgente e assim que você responde preocupado, ela demora 1 hora pra responder novo.

Você odeia que ela sempre esquece alguma coisa e vocês precisam voltar pra casa. Mas é rapidinho, ela diz, como se essa frase magicamente mudasse o fato que vocês vão ser os últimos a chegar no churrasco. De novo.

Você odeia que ela não admite os próprio erros — mas até aí, você também não.

Você odeia que ela sempre escolhe os restaurantes.

Você odeia as bandas que ela escuta, o jeito que ela dirige.

Você odeia roupa favorita dela e a maldita tiara amarela que não combina com nada. Muito menos com ela.

Você odeia tudo isso, mas você não ama ninguém do jeito que você ama essa garota.

Não dá pra explicar.

E nem precisa.