RÁDIO CONECTADOS É UM ‘CASE’ DE SUCESSO

O projeto tem como objetivo de possibilitar espaço de criação, expressão, interação e difusão cultural, entre a comunidade do Ipiranga e o mundo.

Foto: Divulgação

Por Deise Dantas e Raquel Costa

Com mais de 5 mil seguidores no Twitter, 18 mil curtidas no Facebook e 7 mil de seguidores no Instagram, a Web Rádio Conectados está completando seis anos no ar e já é a trilha sonora do dia a dia de muita gente dentro e fora de São Paulo. O projeto surgiu como uma maneira da Fundação Nossa Senhora Auxiliadora do Ipiranga (FUNSAI) se comunicar com os moradores do bairro do Ipiranga. Além da iniciativa social que a Web Rádio Conectados tem a quantidade adeptos só tem aumentado, e a rádio tem conquistado notoriedade dentro do mercado de comunicação.

A FUNSAI — Fundação Nossa Senhora do Ipiranga, diferente de outras instituições que desenvolvem atividades com jovens e crianças, vai além do atendimento educacional. Com atividades que não se limita no conhecimento pedagógico, desenvolvendo variadas funções dentro do campo das artes, a organização acredita que este envolvimento também é benéfico para crescimento do intelecto do indivíduo.

Dois anos depois do projeto ser implantado, em 2011, a Conectados saiu do espaço comunitário de uma das unidades da FUNSAI para ganhar um espaço dedicado com estúdio e infraestrutura necessárias. A rádio além de trazer uma variada grade de programação equilibrada entre entretenimento, informação e cultura, tem uma série de oficinas gratuitas para qualquer pessoa com mais de 13 anos. Combinando teoria e prática, as aulas ampliam o alcance da rádio conectados e ajudam a formar uma nova geração de locutores.

“Adoro o ambiente da Conectados, gosto da dinâmica das aulas e da qualidade dos professores. Tenho aprendido muito!”, disse Ana Sousa uma das alunas da oficina de rádio no projeto Conectados.
Professor Raony Pacheco com a turma da oficina de rádio.

A rádio web fica no ar durante 24 horas com uma programação variada. Ele conta com o patrocínio do VAI — Programa de Valorização de Iniciativas Culturas e da Secretaria Municipal da Cultural, com uma programação variada envolvendo alunos e comunidade que inclui contação de histórias, músicas populares e informes sobre eventos da região do Ipiranga.

O diferencial da rádio e das oficinas na Rádio Conectados é o trabalho social e de interação de toda e qualquer pessoa que queira participar das aulas, como também integrar na grade de programação. Para os interessados, é preciso trazer o projeto piloto do programa apresentar para o coordenador. Rafael Schmidt o coordenador aprovando, o idealizador entra oficialmente na programação normal da rádio.

“Temos alunos com deficiência visual, auditiva e até motora, todos participam ,aprendem e se divertem igualmente”, Raony Pacheco — um dos professores das oficinas de rádio e locução esportiva do projeto Conectados.

O fato da rádio ser uma rádio web é devido ao alcance rápido e fácil que ela tem, hoje em dia, mas também por ser um meio de baixo custo se comparado ao meio de uma rádio FM. Com essa escolha, além de custo baixo, os alunos e voluntários fazem uso disso ampliarem os seus conhecimentos e alcance dos programas.

Filho de radialista, especializado em tratamento de registros sonoros e publicitário, Rafael Schmidt é o diretor coordenador de mídia do projeto Conectados. Frequentador assíduo de rádios e redações desde os cinco anos de idade, começou a atuar como auxiliar de produção desde os 13 anos.

“Eu acredito que o rádio é o meio mais rápido e possibilita falar diretamente com o ouvinte; e carrego isso comigo com muita responsabilidade”, concluiu Rafael.

A ideia principal era criar um mecanismo de comunicação entre a Fundação Nossa Senhora Auxiliadora do Ipiranga e os moradores do bairro do Ipiranga, com uma grande variedade de programação, envolvendo alunos e participantes dos serviços da FUNSAI, suas famílias, funcionários, comunidade do Ipiranga e imediações.

O Projeto Conectados foi a maneira que a diretoria encontrou para viabilizar a criação da rádio. Atualmente na programação Rádio e do Projeto há uma integração entre funcionários da FUNSAI, voluntários e alunos que fazem as oficinas gratuitas.

“O aluno que está tendo o primeiro contato agora com locução e sonoplastia pode facilmente desempenhar essas funções com o mínimo de conhecimento em informática. Facilita muito o aprendizado e a difusão também”, explicou Schmidt.

Um dos moradores do bairro do Ipiranga, Sérgio Pigini indicado por sua mãe que já conhecia o projeto Conectados. Pretendia mudar de área de trabalho já que é formado em direito pela Faculdade São Marcos e viu no projeto uma oportunidade de realizar um sonho de se tornar um locutor. Logo no começo deste ano fez a sua inscrição, começou a participar da oficina de rádio e também do curso de locução esportiva.

Foto: Divulgação

Depois alguns meses de curso surgiu o interesse e a ideia de apresentar um programa piloto com mais três colegas de classe. Após apresentação de 3 pilotos do programa ‘Rockpédia’ veio a aprovação do Rafael Schmidt e a responsabilidade de interagir com o bairro do Ipiranga e o mundo.

“Procurei a FUNSAI pra saber se é isso mesmo que eu queria. Estou muito feliz com o curso, fui muito bem atendido e finalizando agora em dezembro”, explicou Sérgio Pigino — aluno e locutor voluntário do projeto Conectados.

As portas da Web Rádio Conectados estão abertas, pois existe uma participação intensa do público pelas redes sociais, site e o aplicativo da rádio que está disponível por IOS (é o sistema operacional da Apple) e Android (sistema operacional criado pelo Google). Ao decorrer da programação os ouvintes enviam seus recados pela live do Facebook, Youtube, por mensagens por WhatsApp e site.

Foto: Divulgação

Rafael diz que qualquer pessoa pode participar da rádio. “Temos desde radialistas aposentados a estudantes de comunicação, pois o projeto tem a finalidade de dar espaço de criação, expressão, integração e difusão cultural”, afirmou.

Foto: Divulgação / Rafael Schmidt
Like what you read? Give Raquel Costa a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.