Meus hábitos de leitura

  • Leio o tempo todo. Tenho livros espalhados por toda a casa, inclusive no banheiro;
  • Leio vários livros ao mesmo tempo;
  • Se em um livro tem referência a outro livro ou autor, eu acabo seguindo a trilha;
  • Se eu gosto de um livro eu vou reler várias vezes. Mesmo!
  • Leio no ônibus (já passei do ponto por causa disso), no metrô, no avião…
  • Já fiz resenhas de livros e, às vezes, árvores genealógicas, para entender a história;
  • Se eu gostar muito do livro eu vou procurar na internet sobre a história, o autor, biografia, etc;
  • Sempre quis participar de um “Clube do Livro” mas nunca consegui;
  • Leio tudo desde pequena. Na minha casa nunca houve censura. Minha mãe é uma leitora ávida e compulsiva que nunca me censurou;
  • Ainda hoje, quando quero chorar, leio sobre a morte do portuga no livro “Meu pé de laranja lima”, de José Mauro de Vasconcelos. Esse é um dos livros que marcaram a minha infância, junto com “Os meninos da Rua Paulo”, de Ferenc Molnar. Chorei de soluçar, com ambos;
  • Nunca tinha pensado muito sobre o gênero dos meus escritores favoritos, mas tenho um de cada. Marion Zimmer Bradley e Stephen King;
  • Releio as “Brumas de Avalon” quase todo ano;
  • Não tenho um gênero favorito;
  • Fiquei viciada em canais literários do Youtube;
  • Eu me envolvo totalmente nas leituras. Choro, me apaixono, fico com raiva, tenho mdeo, fico sem querer continuar a leitura, ou sem querer parar de ler;
  • Apesar de ler muito, eu acho que não sei escrever bem. Isso é uma frustração;
  • Leio o livro até o final, mesmo se eu detestar;
  • Recentemente comecei a ler quadrinhos;
  • Sou do tipo que fica um tempão em livrarias e sebos;
  • Na época da faculdade eu perdia horas na biblioteca. E lia uma porção de coisas que não tinham nada a ver com o que eu estudava;
  • Não gosto de livro de auto-ajuda;
  • Tenho um Kindle mas prefiro os livros físicos. Só não compro mais por problemas de espaço e pouca grana;
  • Quando eu vejo aquelas bibliotecas imensas, cheias de estantes até o teto eu quase choro. Queria muito ter uma casa em que eu pudesse montar uma biblioteca assim;
  • Não gosto de emprestar livros. Não sei se a pessoa vai ter o mesmo cuidado que eu. Sou chata mesmo.