Se eu te chamar, você vem?

Vem me cobrir com seu corpo mais uma vez
Deixar meus maxilares doendo
Cabeça para um lado
Tronco para o outro
Desejos colados
Molhados

Seus dedos tão suaves sobre minha pele
Que sob ela me amoleço
Saio de todos os meus eixos
E nos seus beijos me alinho

Cedo aos seus cuidados
Tragados, passageiros
Preciso ter cuidado

Nossos braços dançam em abraços
Nossas pernas sapateiam entrelaços
Mãos, olhos, boca, língua

Vem nadar em mim mais uma vez
Borboletas
Peito, costas
Mergulha fundo, nada livre
Vem
Nada em tudo
Nada e tudo

Se eu te chamar, você vem?