Cruel é a vida.


Que nesta terra de meros mortais e obscuras almas, transforma o que é belo em realeza desmedida de amargura e solidão.

Cruel é a vida.
Que retira o bem quando ele há, atira o amor pela janela e nos faz criar meras ilusões felizes de um futuro que jamais irá existir.

Cruel são teus passos.
Que enchem-me de esperança ao chegar perto dos meus e deitam-me na mais profunda morte quando passam por mim.

Cruel são teus sonhos.
O quais nunca me envolveram;
Nunca me lembraram;
Nunca me esqueceram para eu poder te esquecer.


Porque és tão cruel, minha amada?

Porque a rosa da maldade repousa no teu peito e aponta para mim? O que fiz para merecê-la se meu único artifício impróprio na vida foi de te amar com todo o coração?

Talvez uma dose de entristecimento em uma vida emputrecida de felicidade falsa seja o ápice da tortura de um coração enegrecido de dor.

Raylson de Lima
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.