Uma reflexão sobre realmente o que significa um processo de design.

Um desenho de um unicórnio voando. A reflexão aqui é sobre criar soluções reais ou fantasias.
Um desenho de um unicórnio voando. A reflexão aqui é sobre criar soluções reais ou fantasias.
Estamos criando contos de fadas ou histórias reais?

Entender os comportamentos das pessoas é um dos maiores desafios para quem deseja construir uma experiência relevante. Arquitetar soluções e gerar valor real para alguém, é um desafio ainda maior. Sabe aquela sensação de “para que estou fazendo isso?” Pois é… Em um universo cheio de ferramentas, metodologias e tecnologias, proponho uma reflexão: qual o real significado de um processo de design?

Em uma reunião de planejamento, ouvi um dos diretores dizer: “Vamos jogar tudo isso fora em um ou dois anos”. E acredite, ele está certo. As interfaces mudam, as pessoas ficam mais exigentes e, por consequência, as experiências…


A experiência do usuário parece ter uma forte ligação com produtos e serviços digitais. Porém, sugiro uma reflexão: não seria melhor e mais produtivo construir uma experiência ideal de pessoa para pessoa?

Quem melhor que o garçom para falar sobre customer experience?
Quem melhor que o garçom para falar sobre customer experience?
Quem melhor que o garçom para falar sobre customer experience?

Um acontecimento em sala de aula me deu a inspiração para escrever este artigo sobre experiência do usuário. Aqui, faço um convite para um exercício sobre observação, reflexão e empatia coletiva.

Como tenho muita gastura de ideias e projetos que adormecem em etapas de ideação, como design thinking, por exemplo, minha proposta, neste texto, é transformar um simples debate em uma oportunidade de como podemos agir para solucionar problemas reais. Vamos lá!

Habilidade em servir outras pessoas

Uma das qualidades de um bom profissional de UX é possuir tato e olhar apurado sobre a maneira como as pessoas se relacionam com interfaces. …


A experiência do usuário é algo presente desde que a web é web. Lembra-se daquela postagem clássica do Twitter: “Quando eu cheguei na Internet era tudo mato”?

Pois é… Sou do tempo da conexão discada. Dos idos do mIRC e Windows 3.11. Comecei a trabalhar com web no momento em que a Internet havia chegado ao Brasil. Desde então, me ocupo em entender cada vez mais a evolução das teias digitais e experiências que promovem para seus usuários.

Este é o Julinho, quando era office boy da Ex-Nihil
Este é o Julinho, quando era office boy da Ex-Nihil
Este é o Julinho, quando era office-boy da Ex-Nihil

A tecnologia, no momento presente, progrediu de tal forma que se torna complexa a tarefa de precisar em palavras todas as suas…

Júlio César

Bacharel em Publicidade. Pós-graduado em Gestão Estratégica. Cursando MBA em Marketing. Professor convidado em algumas universidades e Designer.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store