Pus os pés no chão com asas coladas no calcanhar;

saí à procura de bar em bar os pares nenhum deles à sós 
nenhum 
éramos nós - sem vírgula e ponto -
mas ainda nós 
amarras difíceis de se desfazer 
como memória agora entrelaçada por rancor e mágoa

por quê?

jogado na cama 
pesado de razão inglória
sem dividir lençóis
sem dividir histórias

Pus os pés no chão com asas coladas no calcanhar,
desaprendi como ficar.


Cá estou em puro desassossego, des
- apego

Não tem mais querer que justifique qualquer ficar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.