Estou feliz por estar aqui. Espero que seja um grande exercício escrito e mental.

Acho que adotando um pseudônimo fico mais a vontade em falar nesse universo sem começos nem fins que é a internet. Privacidade na rede, coisa a se pensar, afinal, é algo que precisamos mesmo aos que vivem aqui dentro, no meu caso, por causa de trabalho. Mas a internet também proporciona muitos momentos de reflexão, risadas (claro) e o encontro de pessoas interessantes.

Outro dia comentando com uma amiga que também trabalha com a internet, redes sociais mais especificamente, sobre uma mensagem inbox que recebi sobre um texto, em que tamanha era a viagem dos escritos do cara, que pedi pra outra pessoa ler porque eu realmente não conseguia descobrir a sintaxe da parada. Na dúvida se respondia ou não, achei melhor não. Como responder algo que você não entendeu nada? Era assim, meio sintaxe freestyle.

Nesse mesmo dia, ainda com essa mesma amiga, mais experiente na internet como meio de trabalho e, ela me dizia que quando você resolve adentrar ao mundo virtual profissionalmente, você percebe que sua página está tendo retorno quando surgem uns hatters ou malucos que mandam todo tipo de mensagens inbox, varia de acordo com cada louco, de cada assunto que surge na rede, claro.

Hoje, no fogo da ansiedade e no rabo, resolvi, como dizem os xóvens ‘meter o loco’ e mandei um inbox prum crush que não sabe que é meu crush. Sim, somos amigos via internet mesmo tendo alguns amigos em comum, nunca troquei uma palavra com ele, mas acho ele misterioso e uma gracinha.

Só que tímido, ou na dele, não me parece um cara de holofotes. Mas ele tem os lábios superiores lindos, uma barba com um bigode que eu gosto bastante, cara de bravo, cara de sério. Gente, não resisto homem sério. Molha a calcinha, gente!

Bom, o mote do inbox era um gancho de um post que ele fez, ironizando o final do mundo, falando da teoria de um russo maluco, e depois de um site que mostra a velocidade que esse tal meteoro, que supostamente vai destruir a terra amanhã, tem de distância da terra. Claro que era uma brincadeira, comentei no dia, ele riu, depois acabou nisso. E usei a deixa que amanhã aparentemente, deveria ser a tal colisão meteórica, mas que ela ainda dista muito daqui, quem sabe depois do carnaval.

Ele leu, porém não respondeu, e penso: caraleo, o cara não respondeu nem uma carinha? blase demais, não? falta fogo no rabo? comprometido? Porran, mas um olá não mata, né. Não sabemos o dia de amanhã e, eu seria uma amiga, conhecida, super legal, modéstia a parte, hahahahahah. Viagens a parte, aguardemos porque ninguém é obrigado a responder na hora, né mesmo. E, eu mesma não saberia o que responder, mas sou curiosa, então daria um jeito. Mas o carneiro tem chifres grossos e fortes para fazer mover montanhas.

E por falar em cutucar, descobri há uns meses atrás, que quando vc cutuca uma pessoa ou que curte uma foto antiga no facebook significa que você tem interesse na pessoa, então no mesmo dia sai clicando umas fotos dos crushes que acho gatinho e esse estava na lista, mas não tive retorno.

E resolvi dar essa tacada já que um crush meu tem pavor de envolvimento e cá pra mim, nao quer nem ao menos dar uma trepadinha, fica num vício virtual de putaria, de não se envolver fisicamente, se nao for pra orgias, sei lá, cara pirado da porraprecisa trabalhar melhor sua bissexualidade, terapia faz bem pra todas as idades.