Desabafo de uma pessoa (quase sempre) otimista

Image for post
Image for post
Photo by Rachel Hannah Photo on Unsplash

Sempre me considerei uma pessoa positiva, mas ultimamente me vejo tendo reações pessimistas e não me reconheço. Cresci muito nos últimos anos, evoluí um montão e sou feliz sendo quem sou. Mas sei que preciso continuar melhorando porque junto com esse crescimento coisas nem tão legais brotaram em mim. Uma delas foi essa tendência a me preocupar em excesso e por tudo. Como se ser adulta significasse ter o rosto frequentemente carrancudo.

Ao tomar mais responsabilidade sobre minha vida e minhas decisões, aprendi muitas coisas. Aprendi a cuidar de mim e de outros, a decidir e negociar, a economizar, a pedir ajuda, a adaptar-me, entre outras habilidades muito úteis para a vida de gente grande. Mas parece que no processo fui desaprendendo a importância de ver o copo meio cheio, de ser otimista, de ser alegre e aproveitar cada momento como algo único. Porque era assim que eu encarava a vida em 100% dos casos quando era pequena. Via o mundo com os olhos de uma criança que lia muito e acreditava em contos de fada. …

About

Regiane Folter

Leio livros e conto histórias ☀ https://msha.ke/regianefolter/

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store