Luiza de Dadá

Luiza de Dadá sabe tudo sobre bonecas de pano.

Desde de menina é assim quando sentiu sair de suas mãos

a primeira dos retalhos.

Luiza de Dadá é uma negra pequenina e delicada,

e assim saíam suas bonecas.

Esculturas pequenas e coloridas

de museu nenhum que não seja infância.

Luiza de Dadá é elegante

com seus anos nos cabelos de prata brilhante.

Luiza agora não enxerga muito bem

para costurar tecer ou fiar.

Esses cabelos ajeitados, presos acima,

mãos magras e dedos da pianista,

Luiza da Dadá hoje quase não vê.

Saíram suas bonecas percorrendo mundo.

Linho saindo na ponta da mão.

Aranha bela. Tecelã dos escravos.

Cabecinhas de lã negra, chita e chapéu de Sinhá,

fitas na cintura e sapatos vermelhinhos.

Eternas como Luiza.

Luiza de Dadá,

que quase não vê.