Um dia.

Noite um.

disseram-me que eu era o sol
disseram-me que eu era a lua

do céu, todas as estrelas
que mostraram a luz
mesmo na escuridão

-
te transformei no sol
te iluminei como a lua

os teus olhos, as estrelas
que refletiam pedindo
por só mais um segundo
de toda minha atenção

-
acalorei meu corpo sob teu sol,
meu sol
senti as noites frias, que não fui sua,
olhava o céu e não via a lua

e as noites que a chuva ocultava as estrelas
teus olhos nublados encontravam os meus
marejados, implorando-te o perdão

-
mas no outro dia tu nasces sol
e com tuas fases, adormeces lua

e se teu olho chover e esconder as estrelas
farei da lágrima, a saliva
que no céu da tua boca,
provará que és o sol e lua,
como teu dia me transforma em tua.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.