Cotidiano III Datas

Não me lembro de datas

Não me lembro de flores

Não me lembro de bolo

Não me lembro de festas.

Lembrança somente dos parabéns

que todo ano ouvia ao acordar

Antes do café antes das viagens

Antes do seu labutar.

Eram tantos que quase todo dia

tinha para quem cantar

Logo com sua trouxa de roupa

Para o rio caminhar.

As carnaúbas com seu testemunhar

ouvia também as recomendações

de como eu devia da prole dela cuidar

Não podia fazer indagações.

Na volta à cor púrpura do sol na água

O cheiro da limpeza tinha que constar

na casa, nos filhos, até no fogão a tisnar.

Ainda muita roupa para passar

Para no outro dia começar a entregar

E o sonho de família

Você sempre quis se perpetuar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.