Ela

“O que será que ela esta fazendo?”, “Como ela está?”, “Será que voltou a sair?”, “Será que já achou outro alguém?”, “Ela ia gostar dessa imagem”, “Nossa, ela ia gostar desse filme”…

E sigo minha vida com meus pensamentos nela. Pensamentos que misturam medo, preocupação, insegurança e saudade. Sinto falta principalmente das nossas conversas, das piadas idiotas, das brincadeiras infantis, das discussões profundas, da beleza da sua voz e do alento das suas palavras de apoio e elogio.

“Será que ela achou um outro parceiro de conversa?”, “Será que ainda sente raiva de mim?”, “Será que ela ao menos pensa em mim?”, “Espero que ela esteja bem”…

Sinto falta dela. Como nunca senti antes. A tristeza vem com o desejo de mudança e ao mesmo tempo o desejo de fim. Se não consegui não machucar a pessoa que eu mais amei nessa vida, será que realmente vale a pena tentar de novo?

“Você me prometeu tentar ser feliz a todo custo”

Ruge a promessa feita a alguém há muito perdida. Me abraço a ela, esperando que a dor algum dia passe. Que em algum dia tudo isso faça algum sentido.

Like what you read? Give Reinaldo Ito a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.