Respiros

Quando o tempo passa, mais na vida me pego a pensar: É assim que quero passar o fim dos meus dias?

Quanto mais tempo passo junto de alguém, é inevitável, pensar em como progredirei mantendo os mais próximos comigo. Até quando caminharemos juntos?

Aprendi que tudo na vida é passageiro. Hora ou outra as coisas deixam de ser como são, se transformam em algo melhor, amadurecem, caem na podridão. Será que faço o certo?

Se hoje plantamos os benditos frutos que serão colhidos amanhã como saberei se estou fazendo certo? Regando-os de forma adequada e fazendo a poda no tempo certo?

Dúvidas e lástimas percorrem me u caminhar, a cada dia que se passa faço apenas uma prece, deixe-me respirar, sentir o mundo e errar. Entre um respiro e outro eu suspiro.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Veronice de Fátima’s story.