Apostas erradas.

Mais uma vez errei. Apostei errado e quebrei a cara. Quantas vezes serão necessárias para ganhar o que tanto procuro? Não imploro a perfeição, nem muito menos mendigo a atenção de quem não quer ter, me ter, a ausência que se faz presente revolta mas também se torna precisa para eu mudar as cartas do baralho.

Não é que seja o essencial pra mim ganhar e te-lo, é que ando pesada de decepções e você mostrou por um momento que valeria a pena jogar esse jogo do amor, mas foi uma aposta errada, uma aposta na qual fui usada, de corpo e alma. No momento em que te mostrei minhas cartas você se afastou, ganhou o jogo e se mandou, eu perdi mais uma vez mas busquei superar como uma boa perdedora, que apesar de tudo, ainda tem esperança de ganhar um dia esse jogo.

So te peço que não demonstre mais essa vitória do teu ego, isso me magoa e me faz sentir uma criança café com leite que não sabe jogar, é que eu ja falei mas ninguém parece ter ouvido, eu me entrego demais nesse jogo de amar. Você que me chamou pra essa batalha, mas não vou pedir revanche, prefiro jogar sozinha do que com alguém ao qual chamei pro amor, mas no final preferiu um lance.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.