O que aprendi sobre Growth Hacking na Google Brasil

Sou coordenador do Google Business Group em Juiz de Fora (MG) e anualmente recebemos treinamentos da Google em São Paulo sobre as diretrizes para os próximos anos. Os coordenadores de todo país são treinados para multiplicar o conhecimento e os tópicos que são tendências para a Google.
A cada ano, a Google elege um tema para ser debatido nas comunidades locais. E o tema para 2016 será Growth Hacking. Você já ouviu falar nisso?

Time GBG na Google Brasil com o Marcelo Pimenta =)

O que é Growth Hacking

Se você pesquisar na internet vai encontrar algumas definições mas criei minha própria. Growth Hacking é uma técnica de marketing que usa criatividade e dados (marketing e programação) para escalar exponencialmente o crescimento. É tirar a curva da estabilidade ou do crescimento linear para o crescimento exponencial — sem precisar de muita grana.

Queremos a interseção!

Nesse treinamento da Google, tive contato com o Head of Growth da 99 Taxis, o Julien Geffriaud. Ele contou que na 99 taxis, tudo que é mensurável e possível de escalar vai pra área de Growth Hacking e o “branding” (ou parte mais subjetiva) fica com a área de Marketing. Ele fica no mesmo nível hierárquico que a Head of Marketing. (à época que escrevo isso, a 99taxis é o maior player no mercado de transporte no Brasil, acima de Easy Taxy e Uber, por exemplo — sendo que no começo de 2015 estava em terceiro lugar).

A maioria das informações que obtive ao longo do evento vieram de uma palestra com o Marcelo Pimenta, Growth Director na Verisure. O Marcelo é fera em Growth e traduzo alguns dos ensinamentos dele ao longo deste texto.

4 coisas que você pode fazer agora para começar a ser um Growth Hacker

Para usar a técnica do Growth Hacking, você pode começar agora da seguinte forma:
1) Defina um Objetivo Acionável (que você consiga transformar em ação)
Macro: Quero crescer minha base de e-mails.
Resultado-chave: conseguir 50 assinantes na lista de e-mails por dia.

A definição de objetivos pode ser feita utilizando a técnica criada pelo Google de OKR. Objective and Key Results — você lista um objetivo macro (qualitativo) e resultados-chave/entregáveis com indicadores. Na Google, eles usam essa técnica e traçam objetivos a cada 3 meses — para cada área, para cada colaborador e para cada projeto.

2) Use os Dados para ver o resultado

Aí é a hora de você usar o Google Analytics ou, então, outras ferramentas que aferem estatísticas como a KissMetrics. Quanto mais dados você tiver, melhor — desde que os use para OTIMIZAR. O trabalho de um Growth Hacker, acima de tudo, é OTIMIZAR tudo que vê pela frente para ter maiores taxas de conversão e melhores leads.

3) Comece a alavancar a partir da própria rede

A melhor maneira de iniciar é com contatos próximos, amigos e família. Sabe quando você não tem grana pra divulgar algo e coloca no seu Facebook pedindo pros amigos compartilhar? Você já faz Growth Hacking (ainda que de forma bem rústica). Uma dica de como um Growth Hacker agiria nesse caso: pedir aos amigos “compartilhe aqui e se alguém vier através da sua indicação, eu te dou 10 reais de crédito”. É exatamente isso que fez o Dropbox, por exemplo (e ainda faz).

4) TESTE A/B SEM PARAR

Está aí o segredo do Growth Hacking. Você obtém dados, faz ações mas não se cansa de OTIMIZAR. Desde a cor do botão até o canal que você usa para divulgar seu negócio, a estratégia de otimização é a que dá mais trabalho. O Teste A/B nada mais é do que comparar duas situações e deixar os dados decidirem qual é a melhor. Quer fazer uma ação? Pense, antes de colocar no ar, numa variável daquela ação e coloque no ar em paralelo. A que tiver maior resultado, você mantém e prossegue com outro teste.

Gostei disso aí, como posso avançar no Growth Hacking?

Me apaixonei pelo Growth Hacking (percebi que já fazia muita coisa mas ainda não tinha amarrado isso numa metodologia). Sendo assim, indico alguns caminhos para que você continue a aprender mais sobre:

1) Vá a um evento Google Business Group em qualquer lugar do Brasil. Eu cuido do GBG em Juiz de Fora mas existem GBGs em várias cidades do país (e do mundo). Clique para ver a agenda de eventos do GBG.

2) Leia: Sean Ellis, Noah Kegan, Aaron Ginn ou Daniele Morril.

3) Guia da Resultados Digitais sobre Growth Hacking.

4) Me mande um e-mail sobre que terei o maior prazer do mundo em te ajudar a escalar seu negócio =) growth@edialog.com.br

Growth Hacking não é vender algo pronto, é ajudar a construir um produto que as pessoas queiram.