Não falo do que é bonito, mas sim do que é real Portanto não adianta virar o rosto Agora mesmo alguém deve estar no hospital Recuperando-se do ódio próprio causado pelo seu silencio imposto
Vivo (ou “tudo o que eu queria dizer para a depressão”)
Jorge Marins
111

Essa necessidade imposta a nós de ser fortes, bonitos, vaidosos, coerentes, frios, estrategistas, focados, responsáveis, perfeitos, lógicos, sorridentes, bem-educados, gratos não ajuda em nada. Mas as pessoas continuam suas vidas e vendo nossos queixos cabisbaixos e nossos olhos vermelhos e nada fazem porque acham que ignorar e falar de outro assunto é o que nos faz mais fortes. É o que nos faz “normais”. Quando tudo o que faz é nos sentir culpados por não conseguirmos sentir nada além do que sentimos, “os demônios sangrando”.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Renata Fernandes’s story.