As respostas que buscamos já existem em nosso interior…

A meditação nos permite descobrir e acessar a verdade de quem realmente somos em essência.

Não somos nossos pensamentos, não somos nossas emoções, não somos os erros ou acertos muito menos os julgamentos e rótulos impostos pelos outros ou pela gente mesmo. Podemos olhar isso tudo através de uma visão mais distanciada, com consciência, acessando a potencialidade infinita que nos conecta a um todo maior.

Distanciando o tempo entre um pensamento e outro, abrindo espaço na mente, conseguimos acessar melhor o poder que vem do coração, nosso centro de maior poder. Quando estamos em dúvida em relação a algum caminho a seguir ou uma importante decisão a tomar, tendemos a querer resolver a situação pela cabeça.

É importante levantar prós e contras sim, mas depois disso desconecte-se do problema e vá fazer outra coisa. Caminhar no parque, ao ar livre, fazer uma atividade física ou algo que te dê prazer. Meditar por alguns minutos apenas acompanhando o ritmo da sua respiração desconecta a mente apenas racional e analítica possibilitando a união com a intuição, com a criatividade e com a abundância do seu ser.

A partir daí, de um momento de reflexão mais interior, peça orientação a uma fonte maior, para que a verdade aflore da sua alma, e o que você sentir vibrar por todas as suas células será o caminho a seguir. No início pode não ser fácil, mas fazendo esse exercício mais seguidamente para as tomadas de decisões diárias em nossas vidas, começamos a mudar as sinapses cerebrais aumentando a possibilidade e visão do todo em relação à questão. Com a prática, a conexão da razão com a intuição passa a ser uma realidade diária, fazendo com que os dois hemisférios cerebrais do cérebro, o direito e o esquerdo, passem a trabalhar mais em conjunto e em harmonia, equilibrando o seu ser e, consequentemente, suas ações no mundo.

As respostas que tanto buscamos já encontram-se em nosso interior, porém, precisamos abrir espaço para conseguirmos acessá-las…

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Renata Plentz’s story.