O Quarto De Jack

★ ★ ★

Pequeno drama que problematiza o que realmente seria da vida de uma jovem que foi raptada aos 17 anos, ficou 7 anos num cativeiro e teve um filho que já tem 5 anos. A narrativa começa no aniversário de 5 anos do garoto e seguimos a partir dali. Quase dividido em 2 partes o roteiro tentar mostrar como era no cativeiro e como foi a adaptação do lado de fora.

O maior destaque é a atuação do garoto, Jacob Tremblay, que é o protagonista do filme. É a visão dele das coisas que importa, a mãe, Brie Larson, é uma coadjuvante, mesmo que seja a favorita ao Oscar de melhor atriz esse ano.

Evita-se várias armadilhas que uma trama dessas poderia ter, tirando a principal surpresa e suspense do filme no meio de sua duração todo o resto é mais das dificuldades da liberdade do que em prováveis subtramas que poderiam surgir relativas ao raptor, à família, à imprensa ou a novas insuspeitas ameaças.

A resolução é até tranquila e com fechamentos necessários para a psique dos personagens.

Se não há exatamente grandes momentos no filme também não há artifícios desnecessários resultando num bom drama de transição e superação.