Se você quer ser levado a sério, precisa primeiro se levar a sério

Estava em Pinheiros, pedalando pela Virgílio sentido Rua dos Pinheiros. À minha frente, esperavam o sinal abrir um pai e duas crianças de, no máximo, 5 anos, os três pedalando, cada um com a sua bicicleta. Os três usando capacete. Os três parados, esperando a vez deles. O sinal abre e os carros que estão à esquerda do trio aguardam pacientemente que eles façam a curva, troquem de faixa e se dirijam pra calçada, onde seguiriam viagem.

Naquele momento, eles levavam o trânsito a sério e o restante do trânsito também os levava a sério. Os pequenos não estavam usando a bicicleta só como diversão, mas também como meio de transporte e, apesar da graciosidade com que eles pedalavam, em um pequeno bando, dava pra ver no rosto deles que seguiam confiantes na jornada até em casa ou a escola, seguros. Eles estavam se sentindo profissionais, estavam respeitando sua capacidade de cumprir essa missão e por isso eram respeitados.

Levar-se a sério não significa trabalhar com a cara fechada, nem parecer “bravo” o tempo todo, tampouco botar um terno e gravata e achar que resolve. Não resolve. Significa respeitar habilidades e experiência que você e os outros têm, seu próprio tempo e o tempo dos outros, a importância que você dá às tarefas que precisa desempenhar e o que vê pro futuro, o seu próprio e da missão que você decidiu encampar.

— 
Hoje saiu em soft launch o Design Thinking Challenge [Mobilidade], uma maratona de dois dias pra pensar no problema e soluções relacionados a mobilidade urbana, principalmente em São Paulo. É um workshop com abordagem mão na massa e gratuito, sob a condição de que as soluções geradas tenham ‘código aberto’, ou seja, estejam disponíveis livremente para uso, distribuição e ‘remixagem’.

Confira mais informações aqui


Obrigado por ler este post. Tenho explorado o hábito de escrever, trabalho com design thinking, inovação social, comunicação e negócios, sou entusiasta de código aberto e empreendedorismo. Você pode me convidar pra trabalhar com você, pra falar em sua empresa ou seu evento, ou contribuir de alguma forma com um projeto em que você esteja envolvido. Ficarei feliz com seu contato =)

Tenho compartilhado algumas ideias e reflexões nesse blog. Clique aqui pra receber atualizações semanais. Sem spam, fica tranquilo!

Se este texto faz sentido pra você, talvez ele também faça pra mais gente, clique abaixo pra compartilhar. Fico bastante agradecido.

(foto de Javier Calvo — https://goo.gl/2UYsYu)