O cafezinho te deixa ansioso? Entenda por quê

O tempo de leitura desse artigo é de 7 minutos.

IMPORTANTE: NÃO utilize qualquer tipo de substâncias sem antes consultar o seu médico. Este artigo é apenas para fins informativos.

No primeiro post do Hack Life sobre biohacking, vamos abordar um tópico muito interessante, o efeito de substâncias comuns utilizadas no nosso dia a dia em conjunto.

Sempre defendemos aqui a importância de uma vida balanceada, com muita atenção ao sono, exercícios e alimentação, visando o equilíbrio entre os três pilares principais de nossas vidas: corpo, mente e alma.

Como sempre, não vamos dar a receita de bolo. Se você quer isso, basta comprar as revistas de fitness e fococa: elas sempre tem a dica infalível para você ser incrível na cama, e conseguir aquele abdomen tanquinho em 2 semanas.

Aqui, bom senso sempre. Mostramos técnicas e ferramentas, mas só cabe a você dizer se aquilo funciona e faz bem para você, ou não.

Pare por um momento, e pense em tudo que você faz para ser produtivo: conseguir trabalhar, estudar, fazer sua vida andar. Hábitos são muito importantes para isso, e na nossa sociedade a maioria dos hábitos relacionados a produtividade estão relacionados a um cafézinho.

E se você quiser passar além disso? E se ao seu alcance estivessem suplementos, especificamente usados para aumentar as suas capacidades e elevar a sua produtividade?

Alguns desses “suplementos” são substâncias corriqueiras do nosso dia a dia, e que tem um efeito muito interessante quando utilizadas juntas.

O nome específico dessas substâncias que tem como objetivo aumentar a cognição e performance mental é nootrópicos.

Nootrópicos? O que é isso?

Nootrópicos são uma classe de suplementos enaltecedores cognitivos, que têm como função aumentar o nível de concentração, melhorar a memória, facilitar atividades intelectuais ou ainda permitir estar acordado mais tempo. São assim então considerados suplementos de produtividade, que aumentam a capacidade de trabalho e foco, e até há quem diga a própria inteligência.

O nome ‘nootrópico’, foi criado em 1972 pelo Doutor Romeno Corneliu E. Giurgea.

A palavra deriva do Grego νους/nous (mente) e τρέπειν trepein (provocar alteração).

Quem toma?

Entre vários utilizadores por todo o mundo, há alguns mais famosos como Barack Obama (presidente dos Estados Unidos) ou o comediante Joe Rogan.

Os utilizadores mais frequentes são estudantes em situações de stress como exames / trabalhos. Assim, conseguem com suplementos aumentar a produtividade do seu trabalho. Vários trabalhadores os tomam para poderem conseguir manter-se ativos nos seus ofícios por mais horas e rentabilizar o seu tempo.

Como funcionam?

Acredita-se que os nootrópicos atuem numa espécie de modulação do metabolismo neuronal (aumentar o trabalho e ligações entre neurônios), da oxigenação cerebral (fazer chegar mais oxigênio ao cérebro, que as células tanto têm falta), da disponibilidade de neurotransmissores (para poder pensar melhor e mais rapidamente), o aumento de fatores neurotróficos e ao afetar processos celulares diversos.

O seu mecanismo de ação varia conforme o composto e o estado da pessoa. Enquanto que em pacientes com Distúrbio do Déficit de Atenção e Hiperatividade um estimulante forte como o metilfenidato (comercialmente Ritalina ou Concerta) possa ter efeitos fantásticos, numa pessoa dita “normal”, a mesma dose poderia provocar, pelo contrário um efeito disturbador e preocupante.

Por vezes, para complementar o seu efeito ou simplesmente para o tornar significante, costumam-se combinar múltiplos suplementos (freqüentemente aos pares) de forma a tirar o melhor do que eles têm para dar. A esse fenômeno costuma-se chamar de “stacking”.

Os tipos diferentes de Nootrópicos

Existem diversos tipos de nootrópicos, que vão desde estimulantes como a Nicotina, Anfetamina até mesmo pequenas doses de medicamentos que servem para combater doenças como a narcolepsia e a apneia do sono.

O nosso intuito aqui, no entando é explorar uma combinação muito interessante que está disponível a todos: a cafeína com L Theanina.

Lembre-se: grandes poderes, grandes responsabilidades. Nosso intuito aqui é mostrar para você o efeito de combinar duas substâncias muito populares no nosso dia a dia. Utilize com sabedoria. O mais importante: não deixe isso ser sua muleta. Sua mente deve ser forte e você deve ter força de vontade o suficiente para conseguir se virar com nada.

Antes de entender como funcionam as duas substâncias juntas, nada mais justo do que entender como elas funcionam individualmente:

Cafeína

É sem dúvida a droga psicoativa mais popular e conhecida.

Freqüentemente a encontramos quando bebemos café, chá, bebidas energéticas, alguns refrigerantes como a Coca-Cola/Pepsi, e até nos chocolates. Os seus efeitos incluem o aumento dos níveis de atenção e de alerta de quem a toma. Ótimo suplemento para a produtividade, do qual muitos já não conseguem abdicar para poder sequer começar o dia. A média de consumo diário por pessoa varia de país para país, e há quem já tenha relacionado essa diferença no consumo com um aumento da produtividade em média.

Porém temos um grande problema: a forma mais comum para dar aquele ânimo no meio do seu dia, o nosso famoso cafezinho expresso, não funciona tão bem assim.

No começo a cafeína funciona, ficamos alertas, conseguimos tirar aquele sentimento de “cérebro entorpecido”. Mas logo, vem a queda, e com isso ficamos agitados, ansiosos e parece que a falta de concentração fica maior ainda.

(Renato: eu particularmente sempre amei café, mas comecei a perceber que, o que antes me dava uma grande energia e foco, começou a me trazer ansiedade e agitação. Percebi que o café não me servia mais. Fiquei 2 meses sem colocar uma gota de café no meu corpo, e foi ótimo. Até que descobri essa substância incrível, a L- Theanina.)

L Theanina

A L Theanina é um aminoácido regularmente encontrado em folhas de chá (chá verde principalmente) e cogumelos. Sendo capaz de atravessar a barreira entre o sangue e o cérebro, estimula a produção de neurotransmissores, potenciando dessa forma as capacidades cognitivas.

A ingestão de L Theanina promove um estado mental concentrado e atento, combatendo a fadiga. Em altas doses, serve de calmante/tranqüilizante. Daí que possa ser utilizada para aumentar a produtividade, para controlar a ansiedade ou para solucionar sintomas de depressão.

O combo: Cafeína + L Theanina

Os benefícios da toma conjunta (“stacking”) de Cafeína e L Theanina

Enquanto a cafeína não é o melhor dos estimulantes (é até bem fraco comparando com os demais), junto à L Theanina vê algumas das suas contrapartidas eliminadas, pois combinadas reduzem os sintomas de energia hiperativa, atenção curta, tremores musculares e incapacidade de descansar. Além disso, duplo suplemento de produtividade permite obter efeitos mais duradouros, incluindo uma melhoria na memória, melhor processamento visual, e melhor foco de atenção.

Para que o combo funcione, é recomendado a 2 partes de L Theanina para 1 parte de cafeína. Há quem consiga efeitos incríveis com doses de 4 para 1, mas, de novo, é necessário testar para verificar qual é a melhor resposta do corpo.

Por segurança, deve-se ter calma e cuidado com a introdução a novas combinações de suplementos, até que se conheça a resposta do corpo, começando sempre com doses baixas das substâncias.

Quanto à L Theanina não há problemas, é uma das substâncias naturais mais seguras do mercado.

Esta é uma das misturas de nootrópicos mais fáceis de tomar, graças à sua segurança e à tolerância relativa do organismo.

Quem quiser ir além, pode ler o artigo científico onde fizeram um estudo sobre a combinação das substâncias.

Como tomar?

Existem algumas maneiras de se combinar o café com a L Theanina.

É possível tomar café em conjunto com chá, tomar apenas chá, ou ainda tomar um expresso com pílulas de L Theanina, que são facilmente encontradas.

Normalmente, 1 pílula com 100mg de L Theanina cai bem com um café expresso.

De novo, respeite seu organismo, veja o que funciona melhor para você.

Finalizando.

Esse é o primeiro artigo de uma série de três, onde vamos abordar diferentes receitas de bebidas com cafeina.

O que achou do artigo? Gostou? Não?

Já experimentou algo parecido? Já teve efeito parecidos com o café (ansiedade/ agitação)?

Compartilhe sua experiência nos comentários, vamos aprender juntos!

Ilustra

A ilustração animal desse artigo foi feita pelo Guira, co-fundador do Estúdio Rufus.

Se você gostou dessa, com certeza vai curtir os outros trabalhos dele. Dá uma conferida aqui.

Se quiser comprar o poster com ela, veja aqui.

Quer receber conteúdo exclusivo para atingir uma vida mais equilibrada? Deixe seu email:



Originally published at www.hacklife.co on May 4, 2015.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.