História de uma reposição hormonal:

Ano 2:

Pois é, dois anos se passaram desde a injeção de nebido. Meu organismo voltou a produzir testosterona na taxa normal para um homem adulto da minha idade. E como avisei no início, os resultados do tratamento podem mudar de pessoa para pessoa. Hormônios são um assunto muito discutido e instável.

Muita coisa se passou nesses dois anos. Serei sincero quando digo que a testosterona não ajudou a melhorar meu humor, mas me ajudou a colocar meus pensamentos no eixo, se não era sua deficiência que estava me puxando para baixo, o que seria? Traumas passados? Não. Relacionamento? Muito bem obrigado. Trabalho? Estava indo bem… então o que diabos estava errado?

No final do primeiro ano fui demitido da empresa que eu trabalhava. Em um mês já estava empregado em outro lugar, salário mais baixo, mas hey precisamos pagar as contas.

O tempo passou e acabei esquecendo dos meus tratamentos. Empresa boa, fui trabalhando e levando minha vida, mas coisas não pareciam em ordem, estava feliz, porém tinha algo errado… até o curto circuito.

Em um dia normal como qualquer outro comecei a me sentir mal e fui parar no hospital achando que estava tendo um infarto. Exames deram tudo ok, nada de errado. Segundo o médico era uma crise de ansiedade. Foi quando eu olhei para trás e vi que não estava realmente feliz com o que estava fazendo.

Procurei ajuda psiquiátrica e foi umas das melhores escolhas da minha vida. Os níveis de testosterona estavam normais, não era nada psicológico nada que precisasse de terapia, portanto era algo químico, algum curto-circuito no cérebro, começamos o tratamento com remédios.

Oxalato de escitalopram é o nome do meu milagre. Hoje trabalho com o que eu amo. Estou feliz comigo mesmo. Estou em paz e sem aquela sensação de ter algo errado. Sem mais crises de ansiedade, sem humor alterado sem tristeza inexplicada. Sem a preguiça crônica, sem questionamentos internos. Não canso de repetir que foi uma das melhores decisões da minha vida, logo depois da pedir a minha namorada em casamento no começo deste ano e de adquirir a nossa cachorrinha a dois anos…

Se você está em “parafuso”, não sabe o que está acontecendo com seu humor? Não entende porque se sente “assim”? Procure ajuda médica, procure ajuda profissional. Um simples exame e a orientação adequada podem te ajudar a ser você mesmo novamente. E não siga receitas caseiras, o que funcionou para outra pessoa pode não funcionar pra você.

Hoje sei que eu sou eu mesmo novamente, o mesmo Rhuan, feliz, engraçado e o de sempre. Vou muito bem obrigado e daqui pra frente é só subida.

Nós vamos ao encontro do mais forte.