Seis anos após a viragem austeritária europeia na gestão da crise económico-financeira, os partidos sociais-liberais encontram-se numa crise profunda. Papandreou, Hollande, Renzi e Dissejbloem representam a viragem à direita da Internacional Socialista, aplicando austeridade e reformas estruturais neoliberais. Por outro lado, Corbyn e Costa representam a viragem à esquerda, dentro dos possíveis da IS. O primeiro, recupera a tradição do Labour antes da terceira via de Blair; o segundo uma viragem táctica no quadro parlamentar, fazendo a quadratura do círculo: respeitar os dogmas neoliberais europeus e manter a percepção de ser de Esquerda.

Pedro Sanchez perdeu o controlo do partido e da sua linha política para a ala direita do PSOE. A ala que representa a cooperação passiva ou activa com os neoliberais em termos de governação. PSOE dirige-se a todo o vapor para a "pasokização", criando um vácuo político, que, por sua vez, poderá vir a ser ocupado pelo Unidos Podemos.

O debate entre a Internacional Socialista está lançado: a) cooperar activa ou passivamente com a direita, aplicar ou apoiar passivamente a austeridade e colapsar ou b) virar à esquerda, mesmo que timidamente e sem colocar em causa a sua relação umbilical com a classe dominante, para sobreviver.

Os partidos sociais-liberais estão-se a deitar na cama que fizeram. Não se opuseram à ascensão do neoliberalismo, bem pelo contrário. Integraram-no programaticamente com a "terceira via"; apoiaram a zona euro e os moldes neoliberais em que se estruturou; apoiaram e votaram a favor do Pacto de Estabilidade e Crescimento e do Tratado Orçamental, respectivamente. Qualquer política timidamente keynesiana é hoje impossível no espaço europeu, o que coloca em causa partes do programa político e económico da IS. Se um partido afecto à IS aplicar austeridade, como Papandreou, Hollande e Renzi fizeram e têm feito, então o colapso torna-se quase inevitável. É a traição completa da sua base social de apoio.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.