O que fazer com a ausência?

A dor no peito implora por tua presença, queria usar uma camisa de força ou qualquer anestésico que fizesse cessar, tomo doses de cachaças baratas na esperança de curar esse vazio no peito essa aflição.

Nestas horas que me parece ruim ter um coração, queria ser de ferro e nada sentir, mas é como se o inverno se fizesse dentro de mim.

O amor é como um tiro onde tudo arde, é como num acidente onde se esta preso entre as ferragens, feroz como lobo e frágil como ovelha, coração que pulsa o peito falta rasgar. Como é que ausência pode tanto maltratar?

Sinto borboletas e todo o zoológico se tu puderes imaginar, são sintomas que amor pode nos deixar marcas, que não se podem apagar.

Fiz exames e o médico veio a diagnosticar, sorriu e me abraçou, sussurrando falou:

“- Tão jovem e o problema é amor”

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Rick Lima’s story.