Sobre o direito de arrancar flores

Algumas pessoas pensam que seriam mais livres se houvesse o direito de arrancar flores.

Há mesmo aquelas que imaginam que o estado deveria fornecer uma jardineiro adequadamente capacitado para livrar dos riscos da operação.

Há flores que nascem a beira do caminho,
flores não semeadas
e a vida apressada pede passagem.

Há flores rebeldes,
flores entre espinhos,
flores sufocadas.

Há flores que nascem sobre pedras escaldantes,
flores do medo,
flores de raízes frágeis.

Mas a ti meu Deus
peço apenas uma graça:
que eu saiba reconhecer a beleza de uma flor.

Que minhas mãos possam regá-las, quando possível.

Que eu possa sentir seu perfume, forte ou fraco.

Que meus olhos se encham de cores ao vê-las.

Que meus pés não sejam descuidados,
nem meu coração frio para desprezá-las.

Pois há em cada flor algo de incomunicável.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Rodrigo Mendes Rosa’s story.