E de gatas

Nomes que profetizam derrocadas
dentro dos quais pulsam, enegrecidos 
os corações.

Apresentemos as feridas
ao poema
as veredas clandestinas
aos viandantes
os venenos infalíveis
aos imortais

as palavras
ao silêncio.

Destes encontros 
resultarão saídas

e de gatas 
encontrarei o teu nome
mobilado de rosas.