Reflexões sobre o cemitério do Medium
Mayara Lobato
19049

Pois é Mayara, acho que é um pouco de cada coisa citada por você e uma pitada de vida. As vezes não estamos preparados (ainda) prum compromisso sério com a escrita, muitas vezes nos falta autoconhecimento para saber se realmente pertencemos ao seleto grupo dos que, na ausência da escrita não há caminho possível para a expressão do que se é.

Essa semana quase desisti, mas um post bobo no Facebook me fez continuar. Ele dizia “Continue. Alguém pode estar se inspirando em você”.

Quanto à realidade dura da vida, ando pensando em como monetizar os paranauê…

…enquanto isso, escrevo.

Prazer…

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.