Um relâmpago chamado Octavio Paz

Robson Viturino

Valor Econômico (setembro/2017)

Em um vídeo que pode ser assistido na internet, um romancista e um poeta que também se dedicaram ao pensamento crítico da literatura, da cultura e da política debatem com grande entusiasmo sobre qual seria o melhor século já vivido pela humanidade. São dois mestres da escrita que, pouco mais adiante, teriam suas trajetórias laureadas com o Prêmio Nobel de Literatura: o mexicano Octavio Paz (1914–1998) e o peruano Mario Vargas Llosa, 81 anos. Vargas Llosa afirma que, apesar dos percalços do século 20, nunca tínhamos vivido tão bem até então. “É o século dos direitos humanos, do voto universal, dos direitos da mulher, da ideia de que o Estado tem uma responsabilidade sobre a saúde e a educação das massas e de que as minorias têm direitos que devem ser respeitados ”, diz Vargas Llosa. Paz rebate com vigor: “É o século de duas guerras mundiais, da guerra atômica, dos campos de concentração na Alemanha e na Rússia e da degradação do amor e do erotismo”. É curto e muito instrutivo.

Leia na íntegra: www.valor.com.br.

Like what you read? Give Robson Viturino a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.