A engolifora de facas

23h50 e mais um espetáculo chegava ao fim. Natasha pensou: “justo mesmo seria se, em vez de engolir facas, eu cuspisse fogo”.

Suspirou e mostrou um quase sorriso ao lembrar que no domingo ajudaria Tatyanna, a responsável pelos leões. Aquilo, sim, despertava sua verdadeira vocação… apesar de saber que, se pudesse, faria bem diferente da colega. Em vez de domar, libertaria as feras. Assim, o estrago seria maior.

Foi tirada dos seus devaneios por Alaor, o palhaço pipoqueiro que lembrou-a dos remendos nos figurinos das trapezistas para a apresentação do dia seguinte.

O dia ainda não havia terminado.

( 20.10.2014)

gkR�z�4/��

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.