De que vale o amor que em mim reside se não tenho você aqui.

E agora, mais uma vez o fim chega, me dilacerando, me fazendo ver que é do teu amor que eu preciso, que é só o teu e de ninguém mais. E é nestes momentos que eu vejo e sinto nosso amor tão imenso transbordar sobre mim, esse nosso amor que de maneira alguma se acabará assim. Por vezes em que disse, prometi que não mais lhe escreveria, deixaria assim, como você deseja. Mas o que sinto é bem maior, imenso, mais conhecido como "amor", o sentimento mais importante e mais bonito que existe. 
É que de alguma maneira, ou de todas as maneiras, jeitos e trejeitos, você me tem e talvez eu tenha você também, formando assim, aquele "um só", que não se separa assim, com uma simples mensagem. 
E todos os nossos momentos que tivemos neste breve espaço de tempo, só me fazem ver o quão imenso é esse sentimento, me fazem ver que eu não sou eu sem você, agora não mais. 
Todos os nossos planos, metas, ainda se fazem aqui presente, rasgando meu peito e pedindo você mais uma vez, pedindo mais uma vez nós dois, mais uma vez nossos corpos se encontrando, formando a mais bela conjunção que já vi e se fundindo em um só.
É que é quase impossível deixar que se acabe assim, mesmo que já tenhamos passado por isso algumas vezes. E não tem jeito, é como se eu pertencesse a você e você a mim, como se estivéssemos ligados de alguma maneira e algo não nos deixasse e nem nos permitisse partir do peito um do outro, algo mais forte que eu e você. 
E talvez neste ponto exato deste texto, você já tenha se dado conta disso, que nos pertencemos e que não é mais possível sair de mim assim, pois como já lhe disse se sair de mim, eu saio também e se eu sair de você, você sairá de ti. Agora somos um só. 
E mais do que nunca, eu te amo.

-Rodney Silva.


Se gostou do texto, deixa o seu “recomend” e se inscreve no meu perfil. Pode comentar e dar a sua opinião também.