1 ano de São Paulo por um carioca

28 de dezembro de 2015

É engraçado pensar nessa data e no medo que caía na minha cabeça com toda a loucura que seria mudar de cidade naquela época. Era óbvio que aconteceria, mas como enfrentar? 23 anos, ainda nem saído da faculdade e produzindo TCC, menos de 1 ano no último trabalho CLT e já partindo pra uma outra cidade e outra oportunidade.

Desde então muitos amigos que conversaram comigo ao longo de 2016 vieram me falar que tive muita coragem pra seguir tal caminho. Eu não vejo como coragem e sim força de vontade. Era um desejo desde que iniciei a faculdade de trabalhar em São Paulo e pude realizar tão cedo.

E o processo todo foi…louco. Começando pela vontade de sair e o incentivo da namorada, depois as entrevistas via Skype e culminando na assinatura do contrato de locação da casa onde atualmente moro. Mais alguns amigos, curiosos, me perguntavam: “mas por que São Paulo? Como você conseguiu trocar uma cidade linda como o Rio por São Paulo?”.

Simples: o Rio de Janeiro está longe de ser uma cidade democrática. São Paulo tem muitos problemas, mesmo. Mas o Rio é para quem mora na Zona Sul. São Paulo está aberta para todos. Você consegue sair da minha casa, no extremo sul da cidade e curtir um show ou uma exposição no centro da cidade com facilidade. Pra sair da zona norte do Rio e chegar na zona sul, o mínimo são 2 ônibus e 3 horas perdidas no trânsito. Cadê a vontade de ir pra praia desse jeito?

Como disse, São Paulo tem muitas falhas: continua sendo uma cidade muito cara, a violência é bem grande, o transporte público, embora exponencialmente melhor que o do Rio, não agrada totalmente. Mas são coisas que passam no momento que você vai assistir uma orquestra de jovens tocando sambas no auditório do Ibirapuera por apenas 10 reais pegando 1 ônibus da sua casa e demorando apenas 40 minutos.

E as fotos ficam bonitas :3

Eu vivi grandes experiências em São Paulo em 2016. Foi difícil no começo? Foi, mas pra quem não é? Foi complicado ficar longe da família logo de cara? Foi. Foi assustador começar um novo emprego com gente totalmente nova? Foi, mas hoje essas pessoas são amigas que levarei pra vida inteira e que sou eternamente agradecido por ter tido a oportunidade de conhecer.

Se este texto fosse um review de São Paulo durante esse primeiro ano, daria uma nota 8/10 e uma recomendação: tem muito pra melhorar, mas todo mundo tem que vivenciar pelo menos uma vez na vida a experiência de estar aqui.