aleatoriedades #01 (ou ‘aos 30 anos’)

completar 30 voltas no sol foi um acontecimento marcante.

começou na Massa Crítica de janeiro, aniversário de dois anos de pedalaços com a Maria. tudo lindo e divertido no início. o fim foi chegar em casa completamente encharcado. que houve?

um furação resolveu passar por Portinho Alegre e causar uma baita devastação na cidade. eu vi o começo do temporal enquanto estava lá no meio da rua, já no fim da Massa com mais meia dúzia de pessoas. ventos que quase derrubavam da bike ou sopravam jatos de areia que machucavam. muita devastação mesmo. eu, que dei sorte, fiquei uns poucos dias sem luz e água. acordei um dia no meio da escuridão da madrugada pensando ainda sonolento “maldito vizinho desgraçado, por que diabos tá mirando um holofote na minha cara?” até me dar conta que era a lua quase cheia num céu de cidade sem luzes artificiais.

o aniversário em si passei quase incomunicável, bem frustrado até. tinha planejado umas coisas maneiras. me lembrei de algumas coisas importantes e aprendi outras. acho que isso contou mais do que eu podia esperar se acontecesse tudo como eu gostaria.

com alex tanúria em poa

daí a Alex Tanúria chegou de Brasília pra pousar uns dias em casa. pelo menos a situação já estava normalizada (sorte? privilégio? acho que as duas coisas), faltava só a internet voltar. foi muito massa estar com uma pessoa tão querida que me trouxe muito carinho materializado de pessoas que há tempos não vejo e me proporcionou uns dias bem agradáveis e divertidos.

compartilhando aniversários com o bolo azul de aquarius

depois foi tempo de ir pra Floripa (feriado de carnaval e tal) e viver várias coisas marcantes (nenhuma delas relacionadas a carnaval):

infame ‘caçapa do granja’ no bar do leo

praia! de um jeito que há muito tempo eu não curtia. sol e jacaré e um coração arrebatado (pelo Campeche); sinuca e cerveja no Midnight (o bar do Leo em Floripa); pizzas feitas na hora pelo Cleber, que aprendeu a fazer pizzas na Itália!; aniversário compartilhado (eu e Bibi-X) celebrado com pessoas especiais e o ‘blue cake of aquarius’; cachoeiras e trilhas muito divertidas, especialmente a volta da Costa da Lagoa em modo Donkey & Diddy Kong; reencontrar pessoas queridas (como Larusso e Marthius) e conhecer pessoas novas especiais (como Cleber, Letícia e Vinicius); sorte na volta pra Porto Alegre com a Cecília, numa carona mágica que estava justamente na praia que queríamos ir antes de voltar de vez. isso tudo é, obviamente, um resumo enxuto de muito que aconteceu durante uma semana em Floripa.

tem dinossauro e pixies na trilha da costa da lagoa

essa vida se manifestou entre os dias 29 de janeiro e 11 de fevereiro de 2016.

nos vemos em outra vida. =]

aang em floripa

granjíssima

ps, gostou? quer receber mais aleatoriedades? quer propor um tema ou conhecer melhor alguma história (independente de estar mencionada neste email ou não)? envie suas respostas, críticas, dúvidas e sugestões pra rodrigogranja31@gmail.com. acompanhe também algumas viagens no twitter @granjissima

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.