Você conseguiu escrever o que eu vinha tentando escrever há tempos.
Wellington Monteiro
11

Confesso que vinham “requentando” e cozinhando na minha panela cerebral esse texto já há um bom tempo. Quando consegui expurgar de mim essa concepção, foi extremamente satisfatório e catártico. Os bons textos, normalmente, são aqueles que tem os mais sofridos trabalhos de parto.

Solucionei o jeito de apresentar essas ideias justamente quando lembrei do “tempero” de Pink Floyd: eles, que em outras músicas já me ajudaram a resolver outras questões no passado, com “Echoes” me fizeram mentalmente gritar um “é isso! é isso”, porque me ajudaram a decalcar, a desvendar, a melhor maneira de conceber o inconcebível.
Extremamente grato por seus elogios, senhor. Muito obrigado, “agradecemos sua preferência, volte sempre, não há devoluções de frases íntimas, tenha um ótimo dia”.

Like what you read? Give Rodrigo Goldacker a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.