Reforma Trabalhista no Brasil

O baixo nível intelectual das pessoas que estão protestando contra as reformas é assustador. Faz algumas semanas que estou lendo pessoas comparando previdência com uma poupança, ontem uma mulher escreveu no FaceBook que antes das reformas “era proibido demitir sem justa causa”, também li um texto de alguém comparando os vândalos sindicalistas que realizaram a baderna no dia 28 de Abril com Martin Luther King Jr., um defensor de manifestações pacíficas.

Perguntei para várias das pessoas que estão dizendo que perderão direitos quais direitos elas perderam, e a reposta é um silêncio sepulcral. O silêncio tem uma explicação, essa baboseira de perda de direitos é MENTIRA inventada e propagada por sindicalistas ligados a partidos da esquerda. O texto aprovado ontem não altera NENHUM direito previsto em nossa constituição como, férias de 30 dias, FGTS, 13 salário, etc.

Não houve perda de direito algum, pelo contrário, finalmente ficaremos livres de pagar imposto sindical, ou seja, um dia de trabalho que antes era descontado de nosso salário agora irá continuar em nosso bolso.

Vou dar um exemplo de como os sindicalistas são canalhas e enganam o povo, eles estão dizendo por aí que a reforma vai encurtar o horário de almoço para 30 minutos ou alguns dizem até que vai acabar o horário de almoço, isso é MENTIRA obviamente! Eu explico.

Hoje um trabalhador que tenha, que tem 1 hora de almoço, e quiser por algum motivo e em comum acordo com a empresa, encurtar esse tempo para, por exemplo, sair um pouco mais cedo, NÃO PODE fazer isso, pois a legislação o OBRIGA a cumprir a hora de almoço integralmente.

E mais, se o empregador permitir que o seu funcionário faça isso, terá que pagar a “hora extra” sobre esse tempo.

E pior do que isso, a lei exige que a empresa fiscalize o empregado para que ele cumpra essa hora integralmente, pois caso contrário o trabalhador poderá ser advertido, suspenso ou até mesmo dispensado por justa causa!!!

A reforma que passou essa semana permite que, SE o empregado quiser encurtar o horário de almoço para 30 minutos em COMUM ACORDO com a empresa ele poderá fazer isso sem nenhum tipo de represália para nenhum dos lados.

Essa imagem refuta algumas das mentiras que sindicalistas estão espalhando sobre a reforma trabalhista.

O brasileiro não precisa ser estudado, o brasileiro precisa é estudar para deixar de servir de massa de manobra de sindicatos e partidos!