Aos tosquiadores, um poema.

Novos rumos. É preciso habilidade.

Retrovisor, embreagem, acelerador e freio.

Muita informação, mas vou em frente sem receio.

Cabeça erguida seguindo adiante.

Sei que não faço mais o estilo “alma errante”.

Descarto seu discurso pseudo protestante.

Desprovido de conteúdo, e para o quadro social atual irrelevante.

Leitores amadores que não vão além do prefácio.

Perante essa eclésia lastimável o que me consola são as palavras do mestre que disse que a caminhada não seria fácil.

Seguindo em frente. Elaboro uma rima, vou preparando um repente.

Faço disso material bélico contra o seu discurso inconsistente.

Você sequela a mente de gente inocente.

Com a cara lavada diante da TV deturpa o sagrado e mente.

Estupro mental, prosélitos ao léu.

Só o que você tem como ensino é a velha fábula de que todo aquele que for bonzinho irá para o céu.

Me cansei do seu discurso embriagado de “logia” e desprovido de “Teo”.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Rodrigo Romano’s story.