Existe hierarquia de sentimentos?

Estava eu aqui, pensando sobre hierarquia de sentimentos, mais precisamente se existe algum tipo de sentimento que deve ou precise ser superior aos outros. Algo do tipo “hierarquia de bens” pensada pelo Aristóteles. Será que existe aqueles sentimentos que possam ser considerados “nobres” e essenciais a felicidade de qualquer pessoa ?

Bom, eu não tenho grandes conhecimentos sobre a alma humana, muito menos pelo todo o mistério que ela envolve; o único conhecimento que tenho é sobre mim mesmo, e olha que às vezes me estranho, então falarei sobre minha experiência pessoal.

Então, antecipando o clímax, existe!

Acredito que existem sentimentos que são traduzidos por unanimidade como caminhos para completude, tais sentimentos, nem os mais comuns, reverberam na nossa vida agregando sentimentos acessórios que te tornam pleno.

Assim, para mim, a alegria é um sentimento acessório, eu nunca fiquei alegre porque sim. Sempre tive motivos para me sentir alegre e os motivos são vários, por exemplo, já fiquei contente por ser confiante e me impor em situações totalmente constrangedoras, ou mesmo, fiquei extremamente feliz por ter o amor correspondido.

Acredito então que temos sentimentos base e acessórios. Dessa forma, acredito ainda que a alegria não deve ser objetivo de vida, pelo menos não o meu, ela é acessório, vem com os outros objetivos por vezes alcançados.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.