Orgulho

Hoje, dia 28 de junho, é o dia internacional do orgulho LGBT. A data faz referência aos acontecimentos no bar Stonewall Inn em Nova Iorque em 1969. Na época, batidas policiais em redutos LGBT eram comuns. A violência com que o Estado tratava essa população foi respondida e, um ano depois, ocorreu a primeira parada do orgulho LGBT.

Ainda somos marginalizados, excluídos, muitas vezes tratados com violência verbal e física. A sociedade ainda não aceita que somos iguais nas nossas diferenças. Porém, isso vem mudando aos poucos e temos muito que agradecer à população que se revoltou com a maneira que éramos reprimidos. Se hoje podemos nos pintar com as cores do arco-íris, se hoje podemos cantar “I’m beautiful in my way ‘cause God makes no mistakes; I’m on the right track, baby, I was born this way”, se hoje podemos demonstrar que amamos quem amamos é porque pessoas corajosas botaram a cara para bater e não se rebaixaram aos pensamentos daqueles que não têm amor em seus corações. Afinal, amor é um sentimento que não precisa de gênero nem de orientação. Ele simplesmente existe. Ele transborda, inunda, nos conforta e não pode ser dividido entre certo e errado. Não existe amor errado. Toda forma de amor vale a pena.

Verdadeiramente felizes são aqueles que amam, independente a quem esse amor é destinado. Não faz sentido você lutar contra o amor de alguém; não faz sentido você privar alguém de ser feliz. J. K. Rowling, através de Dumbledore, uma vez disse: “do not pity the dead, Harry. Pity the living, and, above all, those who live without love.”.

Eu sou feito de amor da cabeça aos pés e não existe nada no mundo que vá mudar isso. Ser gay é apenas um detalhe da minha verdadeira identidade e eu tenho muito orgulho disso. Eu amo ser quem eu sou e não escolheria seguir outro caminho a não ser esse. Como diz RuPaul, “if you can’t love yourself, how in the hell you gonna love somebody else?”.

Orgulhem-se de ser quem vocês são, amem-se e amem quem vocês quiserem. Não desperdicem a vida querendo se encaixar em um padrão que não irá trazer felicidade. Vamos celebrar, hoje e para sempre, o amor!

🏳️‍🌈❤️💛💚💙💜🏳️‍🌈

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.