Lettering: uma nova forma de um fazer velho

por Rogério Melo

Gente, essa infoarte*, acima, eu criei inspirado numa técnica manual bem antiga, a caligrafia, que domino razoavelmente bem. Ela se distingue desta por ser produzida digitalmente por computador. Segue os mesmos princípios com ferramentas, cujas tecnologias são obviamente mais modernas.

O nome desta técnica moderna chama-se “Lettering”. Meu aprendizado acerca dela foi autodidático como muitas outras coisas que sei fazer. Não utilizo mesas digitalizadoras. São caras. Ainda uso um modesto mouse digital. Uso-o para minhas ilustrações também.

Vetorizadas “na unha” sobre uma foto, registrada com o celular, a partir do papel sobre o qual repousa um “rough” feito à mão com uma lapiseira Pentel 0.7mm, abastecida de macias minas grafite, minhas ilustrações podem ser consideradas, digamos, “artesanais”, haja vista, a existência de técnicas muito mais automatizadas , tais como a utilização deste Fonte aqui, cuja família presumo ser Bookman. Mas não estou certo disto!


*Banner criado para uma campanha beneficente.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Rogério Melo’s story.