A sua Startup tem um Time de Ouro?

Assistindo a final de Vôlei hoje, Brasil X Itália, nas Olimpíadas do Rio 2016, eu vi mais uma vez uma das premissas fundamentais para se alcançar o sucesso, seja em uma empresa, startup ou no esporte: ter uma GRANDE equipe!

Por mais que a mídia esportiva, principalmente os narradores da TV, goste de criar um herói em cada equipe, isso não é a regra de um time campeão e nem em uma Startup de sucesso no mundo dos negócios. O maestro Bernardinho comandando, os saques do Lipe e do Lucarelli com mais de 100km/h, as "levantadas" do Bruninho, as defesas brilhantes do Serginho, os bloqueios do Lucão e Maurício e os ataques do Wallace tornaram o Brasil campeão hoje. Não por acaso. Não vou entrar no mérito do quanto eles treinaram e estudaram o adversário, mas eu pergunto:

"A sua Startup tem um time de ouro?"

Uma vez em um evento do StartSe, que participei em São Paulo, ouvi um investidor responder quando questionado, o que vale mais: um time ou a ideia da Startup? Ele respondeu sem pestanejar: o TIME!

Podemos lembrar a definição do que é uma Startup na visão de Eric Ries (autor da obra Lean Startup): "uma instituição HUMANA desenhada para criar um novo produto ou serviço em condições de extrema incerteza". Isso mesmo, humanos = pessoas! Óbvio.

Quer ver como precisamos ter pessoas especiais ao nosso lado? Veja o caso do Steve Jobs.

Jobs, eternizou-se como um gênio. Concordo, mas ele não fez nada só. Foi Steve Wozniak que desenhou toda a placa de circuitos principal, o hardware e o sistema operacional do Apple I, o primeiro “computador pessoal”. Claro, foi Steve Jobs que percebeu que isso poderia vender bem.

Ainda em 1976, Wozniak fundou a Apple Computer com Steve Jobs, para isso, teve que deixar seu emprego na HP. Wozniak aprendeu com os erros do Apple I, para entregar um computador mais desenvolvido no Apple II, que pela primeira vez tinha uma interface gráfica com figuras, ao invés de apenas textos, como o seu antecessor. Quem quer conhecer melhor a história pode assistir o filme Piratas do Vale do Silício, de 1997.

Ainda sobre o legado Jobs, ele teve um outro gênio ao seu lado em sua segunda era na Apple, Jonathan Ive. Quando o assunto é “design”, nenhum outro revolucionou tanto a indústria de computadores pessoais quanto ele. Ive foi o responsável pelo aspecto de produtos como o iMac, primeiro grande sucesso nesta segunda era de Jobs na Apple, PowerBook G4, G4 Cube, MacBook, MacBook Pro, iPod, iPhone, MacBook Air e iPad. Veja abaixo.

Steve Jobs se encantou pelo traço inovador de Jonathan Ive por conta de sua proposta arrojada de design. Ive recebeu diversos prêmios em sua carreira. Ele já recebeu até o título de "Sir" na Inglaterra. Veja a notícia: http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2012/05/23/vice-presidente-de-design-industrial-da-apple-recebe-o-titulo-de-sir-na-inglaterra.htm

Portanto, a sua ideia não vai sair sozinha e se transformar em um serviço ou produto. Não vai chegar um amigo, mentor, investidor ou aceleradora e transformar a sua ideia. Esqueça isso! Assim como Jobs, o que você precisa em primeiro lugar para se tornar o primeiro é ter um TIME DE OURO operando, trabalhando, errando, aprendendo, construindo etc… em busca dos objetivos da sua Startup.

*Parabéns para as equipes do Brasil no Rio 2016!!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Rômulo Martins’s story.