Personal Branding: 4 dicas para construir sua marca pessoal

https://unsplash.com/search/suit?photo=WdJkXFQ4VHY

Os rótulos que as pessoas te deram estão de acordo com o que você deseja? É praticamente impossível não ser rotulado de alguma maneira, a questão é: “qual rótulo você quer ter estampado na sua testa?”

Você já deve ter percebido que não adianta ser bom se você não parecer ser bom. Sim! Bem vindo ao mundo real, onde as camisas não surgem lavadas e passadas no cabide.

Para te ajudar nesse árduo processo, separei 4 dicas para você construir a sua marca pessoal. É muito simples, mas isso pode mudar completamente a maneira como seus colegas te veem.


1. Pense em si mesmo como uma marca

Quando você pensa em Coca-Cola o que vem a mente? Talvez prazer, sensação… E quando pensa em V-Power? Potência, performance… E quando as pessoas pensam no seu nome, qual associação você quer que elas façam? Existe alguma habilidade ou característica com a qual você deseja ser associado?

Uma vez que você começa a pensar em si mesmo como uma marca, é possível criar estratégias para alavancar a sua imagem e transformar a percepção dos outros com relação a você. Isso acontece de forma quase automática.

Há aproximadamente 5 anos, eu estava iniciando um ciclo profissional e comecei a demonstrar boas habilidades técnicas como Excel, desenvolvimento de relatórios, etc. Passei a vestir esta “embalagem” de expert nessas coisas e os que estavam ao meu redor ao olhar para mim enxergavam números, planilhas, controles, KPIs. — Era o meu branding até então. Neste ponto decidi que gostaria de ser visto como algo além disso e comecei a pensar estrategicamente sobre o assunto.

Faça uma boa pesquisa a seu respeito

Qual o seu posicionamento nas mídias digitais? Parece besteira, mas isso diz muito sobre quem você é, e se bem utilizadas, as redes sociais podem servir como um ótimo canal para se promover digitalmente.

Para começar, utilize o bom e velho Google. Busque pelo seu nome e veja o que aparece, então compare como que você gostaria que aparecesse e comece as mudanças. Siga com o Facebook, o Instagram, o Twitter, o LinkedIn, e qualquer outro que quiser. O importante é construir a imagem que você quer passar para frente. Pense no que a sua foto de perfil transmite, também seus posts, imagem de capa. O que você compartilha tem a ver com a reputação que você quer construir?

Note que isso não precisa ser artificial, pois a autenticidade é fundamental para que você se diferencie num mercado de trabalho competitivo como o que vivemos.

Feitas as melhorias online, passe para a pesquisa offline. O que os seus colegas acham de você? O que os seus superiores acham de você? Analise estes feedbacks e pense em quais comportamentos você deve demonstrar para transformar esta percepção a seu favor.

Encontre maneiras de gerar valor e se diferenciar

Compartilhar e falar sobre assuntos sem importância é algo que todos fazem sem perceber e isso não gera o menor valor para ninguém.

No ambiente online você pode fazer uma breve curadoria de conteúdo com temas que estejam em linha com a sua marca por exemplo. Este tipo de atividade pode gerar um bom valor para as pessoas que o acompanham e, por consequência pode fortalecer a sua reputação.

Já num ambiente offline, tente gerar valor nas pequenas conversas do dia a dia, falar sobre algum conceito legal que você aprendeu na última semana pode abrir espaço para boas trocas de idéias.

Pessoas sábias falam sobre ideias;
pessoas comuns falam sobre coisas;
pessoas medíocres falam sobre pessoas.

Fake it 'til you make it

Por fim, construir uma marca exige tempo e dedicação, é um processo que não acontece instantaneamente. Até que você tenha a plena convicção de que deu certo e que as pessoas já te veem diferente, aja como se tudo já estivesse feito.

Adotando este comportamento, seu corpo desenvolverá uma nova linguagem corporal. Pessoas confiantes tendem a adotar uma “postura de poder”, que inspira respeito em quem está próximo.

Em resumo, tenha muita clareza sobre o que você quer que as pessoas pensem quando ouvirem o seu nome, saiba como está a sua imagem hoje, gere valor com as suas ações e adote uma nova postura. Fazendo isso você verá que aos poucos começará a ser notado da maneira que você deseja.


Me chamo Rômulo Takaoka, sou coach profissional e empreendedor da Desperta.Me. Invisto meu tempo ajudando as pessoas ao meu redor a se desenvolverem e alcançarem o sucesso em suas vidas e carreiras.

Para acompanhar mais artigos como este, siga-me nas redes sociais: Facebook, LinkedIn, Twitter.