rosana hermann

physicist, writer, journalist, blogger, scriptwriter, professor, tv hostess, runner, knitter and twitter lover @rosana


O deserto nas redes sociais


O Instagram é uma rede de fotos com legendas. Quando surgiu, as pessoas tiravam as fotos com seus gadgets móveis e postavam para que os amigos comentassem. Todos…


agora que produzimos palavras infinitas

Da hora que acordamos até a hora de adormecer, produzimos palavras. Pensamos, escrevemos, falamos sem parar. Day in day out, all day long. Isso sem…


Medium: why so beautiful?

O medium é lindo. Arejado. E tem um editor cheio de coisas interessantes e simples à disposição de todo autor. Exemplo:


Coitada da TV

Para onde vai a TV? O que vai acontecer com essa indústria quando todos (ou quase) os habitantes do planeta estiverem conectados na Internet? Vamos conviver com todas as telas, vamos produzir nossas emissoras, vamos comprar espaço baratinho? Ou as emissoras vão voltar a transmitir tudo ao vivo, como antes de existir o “Video Tape”? Por que tantos fazem vídeos verticais? Não sei as

Publications edited by rosana hermann

Mistura de histórias vividas e lições aprendidas

Tweets we treasure

in my mind 


Me explica que eu não estou entendendo


Sempre trabalhei em TV. As emissoras abertas são empresas de grande porte, com milhares de funcionários. Numa amostragem de 5 mil pessoas, por exemplo, qual a chance de você gostar, concordar e ser amiga de todos? Nenhuma.

Porém, toda vez que uma pessoa qualquer de uma emissora de TV faz qualquer tipo de crítica ou comentário sobre…


Agora que tudo é descartável

Nem é da minha linha do tempo, mas houve uma época no Brasil em que alguns homens ofereciam um fio do bigode como prova de que honrariam um contrato baseado…


Eu não vou obedecer suas ordens


Eu acho essa época difícil pra quem quer viver em paz. Paz é um produto fora de catálogo, você só acha em sebos, casas de penhores ou feiras de antiguidade. A maioria anestesiada, os e-zumbis modernos, precisam de intensidade para sentirem-se vivos, daí o sucesso da violência, das brigas, do ódio massificado na mídia em geral e nas redes sociais em específico.


Histórias das Minhas Roupas

Peça 01

O jeans skinny 36


Águas de São Pedro, 20 de setembro de 2014.

Fim de semana na chácara.

Arrumar a mala.

Mala ou bolsa? Bolsa, bolsa grande

Casaco? Sim. Impermeável? Aham.


Com quantos selfies se faz uma autoimagem boa?

Estava a velha a tweetar e veio um link me questionar. Por que você faz selfies, perguntava a matéria. E aí a coisa se deu.


Agora que somos neurônios

@rosana

Pela primeira vez estamos unidos em sintonia com as formas da natureza. Quem sabe agora vai.

Se você não viu o vídeo das formigas formando uma corrente, isso mesmo, uma corrente pra frente, pare tudo e clique AGORA nesse link. Eu espero.


Me-Jay, o viciado em autopublicação.

Assim como o carrasco é escravo de seu escravo, o Me-jay é dependente de seus seguidores e não o contrário, como muitos pensam.