28/01/17

A evolução do meu corpo, mente e alma são as únicas coisas que tem me interessadado.
Quebrar demônios, piscinas fundas de concretos que fazem da minha mente asfalto.

Sinto falta da minha inocência de criança, minhas vontades se transformam em uma brisa negra de plena constância.
Toda intenção de paz parece ser insignificante diante dessa tentação chamada atenção. 
Tudo por um corte dividido pra 5 goles. Uma brisa denominada diversão.

Me pegar pensando nessas coisas é a mesma coisa que declarar meu suicídio insano-mental.
Qurendo ou não sempre aceito o fato de que não passo de um pseudo-espiritual.

Todas as experiências se transformam em apenas uma virgula nesse livro insano que chamamos de vida real. 
Toda arte se apaga, toda palavra bonita se esquece. Todo sentimento se estraga, as plantas de esperança não crescem.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.