Viagem ao outro lado

Ontem se encerrou a minha jornada pelo Sudeste Asiático. Há quase 4 meses atrás, deixei minha zona de conforto e voei para o outro lado do mundo.

A estrada nos ensina muitas lições. Ao viver experiências incríveis como se não houvesse amanhã, o tempo se distorce até se tornar eternidade, mas ainda é capaz de desaparecer em um piscar de olhos.

Conhecer tantas pessoas maravilhosas dos mais variados lugares do planeta e poder aprender sobre suas culturas torna o mundo imenso e pequeno ao mesmo tempo. Vasto, ainda assim apenas um. Sem fronteiras.

Todas as lindas almas que encontrei e com quem de alguma forma me conectei, seja por um instante ou por semanas, e os momentos e sorrisos que compartilhamos são inesquecíveis. Mesmo quando chegar o dia em que minha memória falhar e eu não for mais capaz de recordar, eles ainda estarão gravados eternamente em meu coração.

Me apaixonei pela vida, encontrei lar na estrada e me senti livre como nunca. Por mais difícil que seja me despedir, sinto muita gratidão por tudo que vivi. Eu gostaria de agradecer a todos que, de alguma forma, compartilharam e viveram essa aventura comigo.

À medida em que o sol retorna ao horizonte, ele nos diz que um ciclo chegou ao seu fim. Mas eu sei que ele se põe apenas para nascer novamente amanhã, iluminando uma nova e inexplorada estrada a ser desbravada.

Último pôr do sol em Padang

Que a próxima jornada comece!

8 de Agosto de 2015

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.