Quando ele olhava as fotos dos jardins, eles ainda sorriam, depois choveu sobre os dias que não souberam sonhar, ele sentou na própria solidão enquanto as fotos revelavam amores desfeitos.

O dia nunca acaba no jardim da solidão…

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.