É errado achar clássicos chatos? Sobre “O Sol Também Se Levanta” e outras divagações
Larissa Martins
163

Menina que alívio! Senti a mesma coisa a respeito desse livro… Parecia que eu tava perdendo a parte que deveria “ter graça”.
Isso foi a muito tempo, mas a aceitação de que tudo bem não gostar de clássicos veio a poucos dias, quando terminei Frankenstein. Sempre achei a ideia da história ótima, mas quando finalmente fui ler o livro: decepção. Mais um terminado apenas na esperança de um final que valesse a pena. E que também não veio… 
Acho que esse tipo de relato não realmente desencoraja quem quer ler o livro. E dá sim um certo sentimento de companheirismo pra quem também não gostou. Lembra a gente de que cada pessoa gosta de uma coisa diferente e tá tudo bem… Então, obrigada! :)

Like what you read? Give Sabrina Roman a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.